Nossa História

A história do Dois Lados começa em 2015, na cidade de Belo Horizonte/MG. Jeh Senhorini e Letícia Damaris resolveram viver de música tocando nos bares da capital mineira e em paralelo, atuavam na banda Electra Lee. A banda teve seu fim em 2016, o que abriu espaço para que o duo pudesse tomar outras direções. 

Em junho de 2017, o Dois Lados lançou o seu primeiro EP intitulado “Falando de amor e…”, com cinco canções autorais, o álbum apresenta músicas que dialogam sobre o amor, e os arranjos foram criados juntamente com Amanda Barbosa (bateria) e Samuel Chacon (baixo). 

As artistas lançaram dois webclipes das músicas “Aqui” e “Não é Nenhum Segredo (Vê-se)”, apresentando o making of do período que passaram em estúdio. A canção “Ponto Fraco (Minha Menina)” recebeu o primeiro clipe oficial do projeto, realizado em parceria com o Studio Beco, Malô Produtora e grande elenco.

Ainda em 2017, em dezembro, nasceu o Single “Giz”, uma parceria do Dois Lados com Thiago Guedes que trás uma roupagem eletrônica para a canção, que também tem participação do Samuel Chacon no baixo.

2018 é o ano do lançamento do EP “Metamorfose”, com quatro canções autorais gravadas ao vivo. O EP é um resgate de algumas músicas da banda Electra Lee, antigo trabalho que Jéssica e Letícia faziam parte. Dentre elas, “O Mensageiro” canção premiada com o primeiro lugar do Prêmio de Música das Minas Gerais de 2015 e “Esse é Meu Swing (Energia Boa)” que também ganharam webclipes. 

O duo adora se aventurar! Ainda em 2018, elas fizeram uma trilha sonora instrumental em parceria com Thiago Guedes para o curta "Histórias do Brejinho - O olho do Sapo" de Cybelle Mendes.

Em setembro do mesmo ano, lançaram o clipe oficial da música "Não é Nenhum Segredo (Vê-se)", uma parceria com a Reflexo Filmes. Nele, o duo exibe a relação de afeto entre duas pessoas que se conhecem e se apaixonam. As cenas são leves com uma pitada de humor. Segundo as artistas: "Criamos o roteiro baseado em histórias de outros casais e situações do nosso dia-a-dia." 

Em dezembro, ocorreu o lançamento do clipe da música "Giz". O vídeo aborda a temática do carinho e respeito ao próximo com extrema delicadeza. Cláudia Jussan assina a direção e as ilustrações e Cybelle Mendes os motion graphics.

2019 inicia com o lançamento da música "Dois Encontros (Em Paz)", em versão banda e gravada ao vivo. O webclipe filmado no dia da gravação da música já está disponível no YouTube. A canção relata o reencontro de duas almas, que já se conheciam e se reconectam após um período trilhando caminhos distintos, e agora buscam viver juntas essa intensa paixão. Clique aqui e assista!

Em 2020, se comemorou o aniversário de 5 anos do Dois Lados. As artistas lançaram ao todo 5 canções, sendo dois singles e 1 EP. E, ainda, realizaram a live "Cinco Outonos" comemorativa ao tempo de carreira com o patrocínio do edital Cena Plural da prefeitura de Belo Horizonte/MG.

Os singles “Afaga-me”“Último Romance” e o EP “Quando Tudo Parece Estranho” trazem uma nova estética sonora para o trabalho do Dois Lados.

A canção "Afaga-me", composta por Letícia Damaris, iniciou a nova fase musical vivida pelas artistas atualmente. Os arranjos foram criados de forma coletiva entre o duo e o músico e produtor musical Kiko Klaus. Nela, é possível perceber a maior presença da guitarra, assim como o flerte das artistas com os beats.

Na releitura da canção de Rodrigo Amarante, “Último Romance”, o duo foi convidado pelo músico e produtor musical Felipe Fantoni para participar da terceira edição do projeto “Leve Music & Friends”. Esse projeto reúne músicos que nunca tocaram juntos para interpretarem uma canção. Larissa Horta, Nick e Thiago Victor foram os outros convidados. As artistas gostaram tanto do resultado que resolveram incluir a canção em seu repertório oficial.

O EP “Quando Tudo Parece Estranho” é um álbum para se fazer as pazes consigo mesmo. Ele traz as aflições e inquietações existenciais do período em isolamento reverberadas em três músicas: “Calma”, “Pensamento Reverso” e “Faça Sentido”. As canções enfatizam a nova sonoridade que o duo apresentou em seus últimos singles. Essa lírica mais sensível atesta um amadurecimento para as artistas, que assumem também o direcionamento musical e assinam a produção ao lado de Felipe Fantoni. A sonoridade abarca tons de indie, música brasileira, pop e uma pitada de rock.

​Outra realização das musicistas é a “Festa Aquariana” que ocorre 1 vez ao ano para comemorar o aniversário dos aquarianes (como as integrantes do duo) e nascidos em fevereiro. Nesta 7ª edição o evento foi realizado online com a temática “Sarau na Sala” e teve como convidados: Anzai (RJ), Carla Sceno (Viçosa/MG), Elisa de Sena e Sondas Gerais (ambos de BH/MG). 

Também produzem a “Noite Sussa” que faz uma conexão de música com terapias holísticas. A noite é um momento para lembrar que existem várias formas de se cuidar, tentar deixar a vida mais leve e olhar com carinho para dentro de si. Em sua primeira edição o duo convidou Joana Bentes e Marquim D’Morais para dividirem o palco. Além de um time de peso para as terapias holísticas e rodas de conversa: Massagem e Acupuntura com Farley Vasconcelos, Reiki com Deborah Mussulini, Terapia Magnética com Joanes Jonny, Pole Dance com Popô (La Vie Studio) e Personal Trainer com Mirian Maria Personal.

Em paralelo a carreira autoral, o Dois Lados realiza shows em casamentos, festas e bares. O repertório, mescla músicas próprias e releituras, são os shows: “#Afeto” (intimista e romântico), “Me Leva” (pra levantar o astral) e “Cinco Outonos” (autoral). Os formatos disponíveis são: duo, trio ou banda.

LOGO DL - FUNDO PRETO - 2020-19.png
  • Instagram
  • YouTube
  • Twitter
  • Facebook
  • Spotify
  • Deezer
  • SoundCloud